Faturamento da Havan cresce 40% e supera R$ 7 bilhões em 2018

A rede de lojas Havan, de Brusque, obteve em 2018 faturamento (receita bruta de vendas) superior a R$ 7 bilhões, 40% maior do que o do ano anterior, considerando a soma dos resultados das suas 120 lojas novas ou com mais de um ano de operação situadas em diversos Estados brasileiros. A informação é da companhia, que projeta para este ano o mesmo ritmo de vendas, ou seja, um crescimento de 40% a 50% do faturamento, podendo superar R$ 10 bilhões. O plano inicial para este ano é abrir mais 20 lojas e gerar 4 mil novos postos de trabalho com investimentos de R$ 500 milhões, mas essa expansão pode ser ainda maior, com até 25 lojas, observa o fundador e presidente da empresa, Luciano Hang. 

Segundo ele, o crescimento acima da média é resultado dos investimentos em produtos diferenciados, preços condizentes com a realidade brasileira e excelência no atendimento. A empresa também teve impacto positivo do e-commerce, com destaque no Black Friday quando as vendas online cresceram 117% frente ao mesmo período do ano anterior. Outra novidade que eleva as vendas agora é a possibilidade de comprar no site e retirar o produto na loja física sem pagar frete. Ao informar, via assessoria, o resultado das vendas, o empresário não fez referência sobre o impacto da participação dele como ativista político em favor de Jair Bolsonaro ano passado, mas a alta presença em redes sociais, protagonizando algumas polêmicas nacionais, também ajudou a Havan vender mais.  O coordenador do e-commerce da rede, Lucas Gustavo Duarte, disse que a loja online obteve mais de 10 milhões de acessos em novembro, mês da Black Friday, com picos de mais de 20 mil usuários ao mesmo tempo. Para este ano, além de abrir novas lojas, a Havan vai investir na automação do centro de distribuição que mantém em Barra Velha, às margens da BR-101, em Santa Catarina. 

FONTE: NSCTotal

Compartilhe :

Comentário do facebook

Mostrar botões
Esconder botões
Close